sexta-feira, 26 de março de 2010

Aspectos fisiológicos da Emoção

  


Aspectos fisiológicos da emoção:
Os fisiologistas têm estudado as alterações corporais que se dão durante as emoções.



Cannon: Para Cannon existe uma relação entre as emoções e o sistema nervoso autônomo, o qual regula a circulação, a respiração, a digestão e a atividade glandular. As glândulas supra-renais também tem grande importância na emoção.

- Experimento:


 Em seus estudos, Cannon colocou um gato durante cinco minutos diante do seu inimigo natural: o cão, e o primeiro apresentou intensas manifestações de cólera. Examinando o sangue do gato (extraído próximo as gandulas supra-renais), antes e depois da experiência, verificou que houve, durante a cólera, grande secreção de adrenalina (hormônio produzido pela substância medular das glândulas supra-renais.

Também nas emoções de medo e de dor intensa há maior produção de adrenalina, a qual é lançada na corrente sanguínea. Esse hormônio faz com que o açúcar armazenado no fígado seja levado pelo sangue aos músculos dos braços e pernas, aumentando a energia dos mesmos. Esse hormônio evita a fadiga muscular, eleva a pressão sanguínea e acelera o ritmo cardíaco e a coagulação do sangue, em casos de ferimentos. Essas funções da adrenalina auxiliam a enfrentar as emergências. Elas têm importância para a sobrevivência em situações que ameaçam a vida, porque nos preparam para um esforço mais intenso. Algumas vezes, uma pessoa perseguida por um touro raivoso admira-se de ter saltado uma cerca alta, o que não teria conseguido sem o auxílio da adrenalina.


                                                                                                                                                                                   
Excitação: A emoção excita fisicamente.

- Para proporcionar energia, o fígado despeja açúcar extra na corrente sanguínea. Para ajudar a queimar o açúcar, fornecendo o oxigênio necessário, a respiração aumenta.

- A digestão diminui, desviando o sangue dos órgãos internos para os músculos.

- Com o açúcar no sangue alcançando os músculos maiores, torna-se mais fácil correr.

- As pupilas se dilatam, deixando entrar mais luz.

- Para esfriar o corpo agitado, começa-se a suar;

-Se houver ferimento o sangue coagula mais rápido, etc.







o O Sistema Nervoso autônomo é responsável pela excitação:

- Divisão Simpática (excitante): ativa a excitação ao fazer com as glândulas supra-renais liberem os hormônios de estresse, a adrenalina e a noradrenalina.

- Divisão parassimpática:



o Nível de excitação:



Estados fisiológicos associados a emoções específicas. A excitação fisiológica que ocorre com a emoção é distinguível, na maioria dos casos, da que ocorre com outras. Os cientistas, no entanto, descobriram diferenças sutis nos caminhos do cérebro e nos hormônios associados a diferentes emoções.



• As reações fisiológicas às mesmas emoções são uniformes?



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Postar um comentário